top of page

Book Chapter

Capítulo

Reis, J. L. (2022). Logística em negócio eletrónico. In Teixeira, S. & Freitas Santos, J. (Orgs.). Tópicos de Marketing Digital (pp. 111-161). Porto. CEOS Edições, https://doi.org/10.56002/ceos.0018ch

Imagem da linha de investigação correspondente

Logística em Negócio Eletrónico

José Luís Reis IPAM, Portuguese Institute of Marketing, Porto, Portugal

Keywords:

Palavras-chave:

Logistics Management, relational components, management of electronic components, innovation and development of organizations

Gestão da logística, componentes relacionais, gestão das componentes eletrónicas, inovação e desenvolvimento das organizações

Source Title Tópicos de Marketing Digital

Date 2022


Abstract

As empresas vivem em mercados cada vez mais competitivos e sua sustentabilidade passa por otimizarem os seus processos de gestão nas diferentes áreas funcionais. A satisfação de todas as partes interessadas de uma organização tem de ser garantida numa perspetiva de criação de valor para as mesmas. Assim, as organizações têm de investir nas componentes relacionais, com parcerias estratégicas que lhes permitam gerir melhor todos os momentos de interação com os seus clientes, nos múltiplos pontos de contato, pois os estímulos que as organizações têm prendem-se essencialmente com os momentos em que os clientes fazem as suas encomendas, bem como com a forma como as encomendas são satisfeitas, quer pela empresa que a recebe, quer pelos parceiros de negócios envolvidos. Os aspetos relacionados com a gestão da logística, desde o momento em que é feita a encomenda, a sua preparação, expedição, transporte e entrega, fazem a diferença. Hoje os clientes têm múltiplas formas de fazerem e receberem as suas encomendas, sendo a gestão das componentes eletrónicas fundamentais na gestão dos negócios. Neste sentido, os investimentos em tecnologias e sistemas de informação tornam-se um elemento chave de inovação e desenvolvimento das organizações, nomeadamente nos aspetos associados à logística. Este capítulo está organizado em sete secções que pretendem enquadrar o leitor nas áreas de conhecimento associadas à logística e à gestão da cadeia de abastecimento no negócio eletrónico. O capítulo começa com a apresentação dos fundamentos associados à logística e ao SCM; na segunda secção apresentam-se as principais caraterísticas das relações da logística com as funções de marketing e de produção, passando-se em seguida para uma secção onde são apresentados os elementos constituintes da gestão do ciclo de vida e dos custos de uma encomenda; na quinta secção deste capítulo, são apresentados os sistemas de transportes; e na sexta secção as tecnologias e os sistemas de informação utilizados na logística. Finalmente apresenta-se uma conclusão com os principais elementos que constituem o corpo de conhecimento associados à logística para o negócio eletrónico.


Citation

Reis, J. L. (2022). Logística em negócio eletrónico. In Teixeira, S. & Freitas Santos, J. (Orgs.). Tópicos de Marketing Digital (pp. 111-161). Porto. CEOS Edições, https://doi.org/10.56002/ceos.0018ch

Logística em Negócio Eletrónico
.pdf
Download PDF • 9.33MB

Título de Origem Tópicos de Marketing Digital

Data 2022


Resumo

As empresas vivem em mercados cada vez mais competitivos e sua sustentabilidade passa por otimizarem os seus processos de gestão nas diferentes áreas funcionais. A satisfação de todas as partes interessadas de uma organização tem de ser garantida numa perspetiva de criação de valor para as mesmas. Assim, as organizações têm de investir nas componentes relacionais, com parcerias estratégicas que lhes permitam gerir melhor todos os momentos de interação com os seus clientes, nos múltiplos pontos de contato, pois os estímulos que as organizações têm prendem-se essencialmente com os momentos em que os clientes fazem as suas encomendas, bem como com a forma como as encomendas são satisfeitas, quer pela empresa que a recebe, quer pelos parceiros de negócios envolvidos. Os aspetos relacionados com a gestão da logística, desde o momento em que é feita a encomenda, a sua preparação, expedição, transporte e entrega, fazem a diferença. Hoje os clientes têm múltiplas formas de fazerem e receberem as suas encomendas, sendo a gestão das componentes eletrónicas fundamentais na gestão dos negócios. Neste sentido, os investimentos em tecnologias e sistemas de informação tornam-se um elemento chave de inovação e desenvolvimento das organizações, nomeadamente nos aspetos associados à logística. Este capítulo está organizado em sete secções que pretendem enquadrar o leitor nas áreas de conhecimento associadas à logística e à gestão da cadeia de abastecimento no negócio eletrónico. O capítulo começa com a apresentação dos fundamentos associados à logística e ao SCM; na segunda secção apresentam-se as principais caraterísticas das relações da logística com as funções de marketing e de produção, passando-se em seguida para uma secção onde são apresentados os elementos constituintes da gestão do ciclo de vida e dos custos de uma encomenda; na quinta secção deste capítulo, são apresentados os sistemas de transportes; e na sexta secção as tecnologias e os sistemas de informação utilizados na logística. Finalmente apresenta-se uma conclusão com os principais elementos que constituem o corpo de conhecimento associados à logística para o negócio eletrónico.


Citação

Reis, J. L. (2022). Logística em negócio eletrónico. In Teixeira, S. & Freitas Santos, J. (Orgs.). Tópicos de Marketing Digital (pp. 111-161). Porto. CEOS Edições, https://doi.org/10.56002/ceos.0018ch

Logística em Negócio Eletrónico
.pdf
Download PDF • 9.33MB

REFERENCES

AMA, A. M. (2021). AMA. Obtido em 02 de 04 de 2021, de Definitions of Marketing: https://www. ama.org/the-definition-of-marketing-what-is-marketing/


Antunes, J., & Rita, P. (2008). O marketing relacional como novo paradigma – uma análise conceptual. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, 36-46.


Azevedo, F., & Reis, J. L. (2019). Big Data Analysis in Supply Chain Management in Portuguese SMEs “Leader Excellence. Em Á. Rocha, H. Adeli, L. Reis, & S. Costanzo, Knowledge in Information Systems and Technologies (Vol. 931). Springer, Cham.


Ballou, R. (2004). Business Logistics/Supply Chain Management. Prentice Hall.


Bölzing, D. (2016). Responsiveness to Customers Requests. Obtido em 01 de 04 de 2021, de InINOVA: http://www.in-nova.de/responsiveness.htm


Bull, C. (2003). Strategic issues in Customer Relationship Management (CRM) implementation. Business Process Management Journal, 9(5), 592-602.


Carvalho, J. (2012). Logística e Gestão da Cadeia de Abastecimento. Lisboa: Edições Sílabo.


Carvalho, J. C., & Encantado, L. (2006). Logística e. Porto: SPI – Sociedade Portuguesa de Inovação.


Celic, L., & Magjarevic, R. (2020). Seamless connectivity architecture and methods for IoT and wearable devices. Journal for Control, Measurement, Electronics, Computing and Communications, 61(1), 21-34.


Chui, M., Manyika, J., & Miremadi, M. (2016). Where machines could replace humans—and where they can’t (yet). Obtido em 18 de 04 de 2021, de https://www.mckinsey.com/business-functions/ mckinsey-digital/our-insights/where-machines-could-replace-humans-and-where-they-cantyet


CISCO. (9 de 3 de 2020). Cisco Annual Internet Report (2018–2023) White Paper. Obtido em 4 de 4 de 2021, de https://www.cisco.com/c/en/us/solutions/collateral/executive-perspectives/annualinternet-report/white-paper-c11-741490.html


Conventry University. (2021). The five elements of logistics. Obtido em 05 de 04 de 2021, de Future Learning: https://www.futurelearn.com/info/courses/principles-global-management-logisticsassets/0/steps/65243


CSCMP. (2016). CSCMP Suppl